MAESTROLOCA companhia presta serviços de locação de veículos e gestão de frotas

MSRO

R$ 0 0.00 (0.00%)

  • Dividend Yield
  • Free Float
  • Ticker
  • Valor de Mercado
  • Ações em Circulação1733988
  • SetorConsumo Cíclico
  • SubsetorDiversos
  • Segmento
    Aluguel de carros
  • CNPJ08.795.211/0001-70

Principais Acionistas

NomeOrd.Pref.
Fabio Lewkowicz7.47%0%
Alan Lewkowicz7.12%0%
Natalie Lewkowicz Rivkind6.76%0%
Lewco Participações E Administração Ltda.1.71%0%
Fundo Mútuo de Investimento em Empresas Emergentes Stratus Fleet45.02%0%
Stratus Scp Brasil Fip31.21%0%
Outros0.71%0%

Contatos

Endereço

R Paulo Do Vale. 356 - Sala 3 - Fundos Embu SP


Relacionamento com Investidores

Diretor: Carlos Miguel de Oliveira Martins Borges Alves
Email: [email protected]
Site: www.maestrofrotas.com.br


Escriturador

ITAU CORRETORA ACOES, email: [email protected]

Cotação

Ativo Realizável

Passivo Exigível

Destaques Financeiros

Receita e Lucro

2018201720162015201420132012
Receita Líquida6307305998304399100
Resultado Bruto2228901849701538200
EBIT-14300-11030268700
Resultado Financeiro-153230-121760-627200
Lucro Líquido-11600128240190100
D&A-2700-14139078600
EBITDA136230-30660974500
Margem Bruta0.3533841738937421600.308370705033092700.349662430951785600
Margem EBITDA0.215987823632933260-0.05111448243669039500.2215225841649428300
Margem Líquida-0.01839138775704342700.2137939082740109600.043213384555931900

Distribuição de Lucro

2018201720162015201420132012
Lucro por Ação-0.66897810134787550-7.401.2200
Total de Dividendos0000000
Payout0000000
Dividend Yield0000000

Dívida

2018201720162015201420132012
Patrimônio Líquido4874204952004538000
Dívida C.P.629201209903497700
Dívida C.P. em Real001209903497700
Dívida C.P. Estrangeira0000000
Dívida L.P.1249902262701602700
Dívida L.P. em Real1249902262701602700
Dívida L.P. Estrangeira0000000
Caixa350180636601657700
Dívida Bruta1879103472605100400
Dívida Líquida-1622702836003442700

Fluxo de Caixa

2018201720162015201420132012
Caixa Operacional-71690387201040100
Caixa de Investimento-73640-8650-538100
Caixa de Financiamento383120-100540-262300

Indicadores Fundamentalistas

LPALucro por Ação-0.6689781013478755P/LPreço/Lucro
VPAValor Patrimonial por Ação28.10976777232599P/VPPreço/Valor Patrimonial
ROEReturn On Equity-2.3798777235238604P/EBITPreço/Ebit
LCLiquidez Corrente1.0179768841341101PSRPrice Sales Ratio
DBPLDívida Bruta/Patrimônio Líquido2.526547946329654P/ATIVOSPreço/Ativos Totais
GAGiro do Ativo0.28895323001085754P/CGPreço/Capital de Giro
C5ACrescimento da Receita Líquida (5 anos)43.3770543974904P/ACLPreço/Ativo Circulante Líquido

Balanço Anual

ContaDescrição20182017
1Ativo Total218281
2Passivo Total218281
6.01Caixa Líquido Atividades Operacionais-7169
6.01.01Caixa Gerado nas Operações40009
6.01.01.01(Prejuízo) Líquido do exercício-1160
6.01.01.02Imposto de renda e contribuição social diferidos-270
6.01.01.03Depreciação e amortização11273
6.01.01.04Custo residual do ativo imobilizado baixado e de veículos em desativação para renovação de frota19542
6.01.01.05Baixa/devolução de imoblizado por roubo e/ou perda total0
6.01.01.06Encargos financeiros13765
6.01.01.07Amortização dos custos de emissão das debêntures-3484
6.01.01.08Perda estimada com créditos de liquidação duvidosa305
6.01.01.09Resultado de equivalência patrimonial0
6.01.01.10Constituição/reversão de provisão para contingências38
6.01.02Variações nos Ativos e Passivos-47178
6.01.02.01Caixa adquirido na combinação de negócios2
6.01.02.02Contas a receber de clientes345
6.01.02.03Aquisições de veículos (vide nota 23)-48343
6.01.02.04Impostos a recuperar-284
6.01.02.05Despesas antecipadas-1065
6.01.02.06Depósitos judiciais-34
6.01.02.07Outras contas a receber284
6.01.02.08Fornecedores (exceto montadora)1914
6.01.02.09Salários, encargos e contribuições sociais47
6.01.02.10Obrigações tributárias-64
6.01.02.11Outras contas a pagar20
6.01.03Outros0
6.02Caixa Líquido Atividades de Investimento-7364
6.02.01Aplixações financeiras de uso restrito2160
6.02.02Aquisição de investimento - Minas Real-6000
6.02.03Aporte de capital em investidas0
6.02.04Aquisição de outros ativos imobilizados-3521
6.02.05Adição ao intangível-3
6.03Caixa Líquido Atividades de Financiamento38312
6.03.01Captação de empréstimos, financiamentos, debêntures e consórcios152737
6.03.02Amortização de empréstimos, financiamentos, debêntures, consórcios e arrendamentos financeiros-103033
6.03.03Juros pagos-11392
6.04Variação Cambial s/ Caixa e Equivalentes0
6.05Aumento (Redução) de Caixa e Equivalentes23779
6.05.01Saldo Inicial de Caixa e Equivalentes11239
6.05.02Saldo Final de Caixa e Equivalentes35018
2.01Passivo Circulante52345
2.01.01Obrigações Sociais e Trabalhistas667
2.01.01.01Obrigações Sociais0
2.01.01.02Obrigações Trabalhistas667
2.01.02Fornecedores3564
2.01.02.01Fornecedores Nacionais3564
2.01.02.02Fornecedores Estrangeiros0
2.01.03Obrigações Fiscais718
2.01.03.01Obrigações Fiscais Federais0
2.01.03.01.01Imposto de Renda e Contribuição Social a Pagar0
2.01.03.02Obrigações Fiscais Estaduais718
2.01.03.03Obrigações Fiscais Municipais0
2.01.04Empréstimos e Financiamentos27634
2.01.04.01Empréstimos e Financiamentos6292
2.01.04.01.01Em Moeda Nacional6292
2.01.04.01.02Em Moeda Estrangeira0
2.01.04.02Debêntures21342
2.01.04.03Financiamento por Arrendamento0
2.01.05Outras Obrigações19762
2.01.05.01Passivos com Partes Relacionadas0
2.01.05.01.01Débitos com Coligadas0
2.01.05.01.03Débitos com Controladores0
2.01.05.01.04Débitos com Outras Partes Relacionadas0
2.01.05.02Outros19762
2.01.05.02.01Dividendos e JCP a Pagar0
2.01.05.02.02Dividendo Mínimo Obrigatório a Pagar0
2.01.05.02.03Obrigações por Pagamentos Baseados em Ações0
2.01.05.02.04Contas a Pagar por Aquisição de Negócio17337
2.01.05.02.05Outras Contas a Pagar2425
2.01.06Provisões0
2.01.06.01Provisões Fiscais Previdenciárias Trabalhistas e Cíveis0
2.01.06.01.01Provisões Fiscais0
2.01.06.01.02Provisões Previdenciárias e Trabalhistas0
2.01.06.01.03Provisões para Benefícios a Empregados0
2.01.06.01.04Provisões Cíveis0
2.01.06.02Outras Provisões0
2.01.06.02.01Provisões para Garantias0
2.01.06.02.02Provisões para Reestruturação0
2.01.06.02.03Provisões para Passivos Ambientais e de Desativação0
2.01.07Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda e Descontinuados0
2.01.07.01Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda0
2.01.07.02Passivos sobre Ativos de Operações Descontinuadas0
2.02Passivo Não Circulante117194
2.02.01Empréstimos e Financiamentos116857
2.02.01.01Empréstimos e Financiamentos12499
2.02.01.01.01Em Moeda Nacional12499
2.02.01.01.02Em Moeda Estrangeira0
2.02.01.02Debêntures104358
2.02.01.03Financiamento por Arrendamento0
2.02.02Outras Obrigações227
2.02.02.01Passivos com Partes Relacionadas0
2.02.02.01.01Débitos com Coligadas0
2.02.02.01.03Débitos com Controladores0
2.02.02.01.04Débitos com Outras Partes Relacionadas0
2.02.02.02Outros0
2.02.02.02.01Obrigações por Pagamentos Baseados em Ações0
2.02.02.02.02Adiantamento para Futuro Aumento de Capital0
2.02.03Tributos Diferidos0
2.02.03.01Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos0
2.02.04Provisões110
2.02.04.01Provisões Fiscais Previdenciárias Trabalhistas e Cíveis0
2.02.04.01.01Provisões Fiscais0
2.02.04.01.02Provisões Previdenciárias e Trabalhistas0
2.02.04.01.03Provisões para Benefícios a Empregados0
2.02.04.01.04Provisões Cíveis0
2.02.04.02Outras Provisões0
2.02.04.02.01Provisões para Garantias0
2.02.04.02.02Provisões para Reestruturação0
2.02.04.02.03Provisões para Passivos Ambientais e de Desativação0
2.02.05Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda e Descontinuados0
2.02.05.01Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda0
2.02.05.02Passivos sobre Ativos de Operações Descontinuadas0
2.02.06Lucros e Receitas a Apropriar0
2.02.06.01Lucros a Apropriar0
2.02.06.02Receitas a Apropriar0
2.02.06.03Subvenções de Investimento a Apropriar0
2.03Patrimônio Líquido Consolidado48742
2.03.01Capital Social Realizado51735
2.03.02Reservas de Capital3796
2.03.02.01Ágio na Emissão de Ações0
2.03.02.02Reserva Especial de Ágio na Incorporação0
2.03.02.03Alienação de Bônus de Subscrição0
2.03.02.04Opções Outorgadas0
2.03.02.05Ações em Tesouraria0
2.03.02.06Adiantamento para Futuro Aumento de Capital0
2.03.03Reservas de Reavaliação0
2.03.04Reservas de Lucros0
2.03.04.01Reserva Legal0
2.03.04.02Reserva Estatutária0
2.03.04.03Reserva para Contingências0
2.03.04.04Reserva de Lucros a Realizar0
2.03.04.05Reserva de Retenção de Lucros0
2.03.04.06Reserva Especial para Dividendos Não Distribuídos0
2.03.04.07Reserva de Incentivos Fiscais0
2.03.04.08Dividendo Adicional Proposto0
2.03.04.09Ações em Tesouraria0
2.03.05Lucros/Prejuízos Acumulados-6789
2.03.06Ajustes de Avaliação Patrimonial0
2.03.07Ajustes Acumulados de Conversão0
2.03.08Outros Resultados Abrangentes0
2.03.09Participação dos Acionistas Não Controladores0
1.01Ativo Circulante53286
1.01.01Caixa e Equivalentes de Caixa35018
1.01.02Aplicações Financeiras0
1.01.02.01Aplicações Financeiras Avaliadas a Valor Justo através do Resultado0
1.01.02.01.01Títulos para Negociação0
1.01.02.01.02Títulos Designados a Valor Justo0
1.01.02.02Aplicações Financeiras Avaliadas a Valor Justo através de Outros Resultados Abrangentes0
1.01.02.03Aplicações Financeiras Avaliadas ao Custo Amortizado0
1.01.03Contas a Receber11097
1.01.03.01Clientes10263
1.01.03.02Outras Contas a Receber834
1.01.04Estoques3611
1.01.05Ativos Biológicos0
1.01.06Tributos a Recuperar879
1.01.06.01Tributos Correntes a Recuperar879
1.01.07Despesas Antecipadas2681
1.01.08Outros Ativos Circulantes0
1.01.08.01Ativos Não-Correntes a Venda0
1.01.08.02Ativos de Operações Descontinuadas0
1.01.08.03Outros0
1.02Ativo Não Circulante164995
1.02.01Ativo Realizável a Longo Prazo17425
1.02.01.01Aplicações Financeiras Avaliadas a Valor Justo através do Resultado2056
1.02.01.01.01Títulos Designados a Valor Justo0
1.02.01.02Aplicações Financeiras Avaliadas a Valor Justo através de Outros Resultados Abrangentes0
1.02.01.03Aplicações Financeiras Avaliadas ao Custo Amortizado0
1.02.01.04Contas a Receber2943
1.02.01.04.01Clientes2683
1.02.01.04.02Outras Contas a Receber226
1.02.01.04.03Depósitos Judiciais34
1.02.01.05Estoques0
1.02.01.06Ativos Biológicos0
1.02.01.07Tributos Diferidos12095
1.02.01.07.01Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos12095
1.02.01.08Despesas Antecipadas331
1.02.01.09Créditos com Partes Relacionadas0
1.02.01.09.01Créditos com Coligadas0
1.02.01.09.03Créditos com Controladores0
1.02.01.09.04Créditos com Outras Partes Relacionadas0
1.02.01.10Outros Ativos Não Circulantes0
1.02.01.10.01Ativos Não-Correntes a Venda0
1.02.01.10.02Ativos de Operações Descontinuadas0
1.02.02Investimentos0
1.02.02.01Participações Societárias0
1.02.02.01.01Participações em Coligadas0
1.02.02.01.04Participações em Controladas em Conjunto0
1.02.02.01.05Outros Investimentos0
1.02.02.02Propriedades para Investimento0
1.02.03Imobilizado140353
1.02.03.01Imobilizado em Operação140353
1.02.03.02Direito de Uso em Arrendamento0
1.02.03.03Imobilizado em Andamento0
1.02.04Intangível7217
1.02.04.01Intangíveis7217
1.02.04.01.01Contrato de Concessão0
1.02.04.02Goodwill0
3.01Receita de Venda de Bens e/ou Serviços63073
3.02Custo dos Bens e/ou Serviços Vendidos-40784
3.03Resultado Bruto22289
3.04Despesas/Receitas Operacionais-8396
3.04.01Despesas com Vendas0
3.04.02Despesas Gerais e Administrativas-9245
3.04.03Perdas pela Não Recuperabilidade de Ativos0
3.04.04Outras Receitas Operacionais849
3.04.05Outras Despesas Operacionais0
3.04.06Resultado de Equivalência Patrimonial0
3.05Resultado Antes do Resultado Financeiro e dos Tributos13893
3.06Resultado Financeiro-15323
3.06.01Receitas Financeiras1989
3.06.02Despesas Financeiras-17312
3.07Resultado Antes dos Tributos sobre o Lucro-1430
3.08Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro270
3.08.01Corrente0
3.08.02Diferido270
3.09Resultado Líquido das Operações Continuadas-1160
3.10Resultado Líquido de Operações Descontinuadas0
3.10.01Lucro/Prejuízo Líquido das Operações Descontinuadas0
3.10.02Ganhos/Perdas Líquidas sobre Ativos de Operações Descontinuadas0
3.11Lucro/Prejuízo Consolidado do Período-1160
3.11.01Atribuído a Sócios da Empresa Controladora-1160
3.11.02Atribuído a Sócios Não Controladores0
3.99Lucro por Ação - (Reais / Ação)0
3.99.01Lucro Básico por Ação0
3.99.01.01ON-67000
3.99.02Lucro Diluído por Ação0

Últimos proventos

AçãoProventoAprovaçãoData-comPagamentoValor

Histórico de Proventos (0)

AçãoProventoAprovaçãoData-comCotaçãoValorYield

Bonificação, Desdobramento e Grupamento

AçãoTipoAprovaçãoData-comFator

MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ: 08.795.211/0001 - 70 NIRE: 3530041428 - 4 Comunicação sobre aumento de capital deliberado pelo conselho de administração - Anexo 30 - XXXII da ICVM nº 480 /2009 . Art. 1º O emissor deve divulgar ao mercado o valor do aumento e do novo capital social, e se o aumento será realizado mediante: E m 14 de dezembro de 2018 foi aprovada a emissão privada de 03 (três) Bônus de Subscriçã o , dentro do limite do capital autori zado da Companhia e em conformidade com o que dispõe o artigo 75 da Lei das So ciedades por A ções , no âmbito do Contrato de Compra e Venda de Quotas , sendo cada um em favor dos dois vendedores qualificados no referido contrato. I – conversão de debêntures ou outros títulos de dívida em ações; Não aplicável II – exercício de direito de subscrição ou de bônus de subscrição; O Bônus de Subscrição emitido é de exercício de direito fut uro e confere ao s Titular es o direito de , sujeito às condições previstas neste instrumento e no Contrato , subscrever e integralizar, em uma única parcela e de forma total, 192.665 (cento e noventa e dois mil, seiscentos e sessenta e cinco ) novas ações ordinárias, nominativas e sem valor n ominal de emissão da Emissora , correspondente, na data de emissão, a 10 % (dez por cento) do capital social da Emissora (“ Ações ”) . Este Bônus de S ubscrição deverá ser exercido de forma conjunt a por ambos os Titulares e, uma vez pago o Preço de Exercício , serão atribuídas 94,7% (noventa e quatro virgula sete por cento) das Ações a Gustavo de Paula Botelho Penna e 5,3% (cinco vir gula t r ês por cento) das Ações a Felipe Braz Brandão de Souza . III – capitalização de lucros ou reservas; ou Não aplicável IV – subscrição de novas ações. Não aplicável Parágrafo único. O emissor também deve: I – expli car, pormenorizadamente, as razões do aumento e suas consequências jurídicas e econômicas; e Não aplicável II – fornecer cópia do parecer do conselho fiscal, se aplicável. Não aplicável Art. 2º Em caso de aumento de capital mediante subscrição de ações, o emissor deve: I – descre ver a destinação dos recursos; Quit ação da dívida com os credores , estabelecida no contrato de compra e venda emitida no dia 13 de novembro de 2018 , por meio da entrega à Maestro de créditos dos titu lares. II – informar o número de ações emitidas de cada espécie e classe; Número de ações máximo : 743 .138 III – descrever os direitos, vantagens e restrições atribuídos às ações a serem emitidas; O mesmo das ações já existentes IV – informar se partes relacionadas, tal como definidas pelas regras contábeis que tratam desse assunto, subscreverão ações no aumento de capital, especificando os respectivos montantes, quando esses montantes já forem conhecidos; Não apl i cável V – informar o preço de emissão das novas ações; O preço de emissão total deste Bônus de Subscrição é de R$ 1 ,00 ( um real ) . VI – informar o valor nominal das a ções emitidas ou, em se tratando de ações sem valor nominal, a parcela do preço de emissão que será destinada à reserva de capital; Não apl i cável VII – fornecer opinião dos administradores sobre os efeitos do aumento de capital, sobretudo no que se refere à diluição pr ovocada pelo aumento; Não apl i cável VIII – informar o critério de cálculo do preço de emissão e justificar, pormenorizadamente, os aspectos econômicos que determinaram a sua escolha; Não apl i cável IX – caso o preço de emissão tenha sido fixado com ágio ou deságio em relação ao valo r de mercado, identificar a razão do ágio ou deságio e explicar como ele foi determinado; Não apl i cável X – fornecer...



MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ: 08.795.211/0001-70 NIRE: 3530041428-4 FATO RELEVANTE Maestro Locadora de Veículos S.A. (“Companhia”), em atendimento ao disposto no artigo 157, §4º, da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada (“Lei nº 6.404/76”) e na Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”) nº 358, de 3 de janeiro de 2002, conforme alterada, em continuidade ao Fato Relevante divulgado em 13 de novembro de 2018, vem informar a seus acionistas e ao mercado que, nesta data, ocorreu o fechamento da operação prevista no “ Contrato de Compra e Venda de Quotas ”, celebrado em 13 de novembro de 2018, resultando, assim, na aquisição, pela Companhia, das quotas representativas da totalidade do capital social da Minas Real Vendas e Serviços Ltda. (“Operação”), conforme aprovado pelas Assembleias Gerais Extraordinárias da Companhia realizadas em 13 de novembro e em 14 de dezembro de 2018. A Companhia informa ainda que todas as condições precedentes necessárias ao fechamento da Operação foram cumpridas, inclusive a obtenção, pela Companhia, de financiamento específico para a Operação. A Companhia manterá os seus acionistas e o mercado informados caso sobrevenha qualquer ato ou fato cuja divulgação seja necessária nos termos da lei ou da regulamentação da CVM. São Paulo/SP, 14 de dezembro de 2018. MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. Carlos Miguel de Oliveira Martins Borges Alves Diretor Administrativo Financeiro e de Relações com Investidores



1 MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. CNPJ/MF nº 08.795.211/0001 - 70 NIRE 3530041428 - 4 FATO RELEVANTE MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. (“ Companhia ”) , em atendimento ao disposto na Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“ CVM ”) nº 358, de 03 de janeiro de 2002, conforme alterada, comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral , conforme deliberado na Reunião do Conselho de Administração e Assembleia Geral Extraordinária da Companhia, ambas realizada s em 11 de dezembro de 2018 , que, no âmbito de sua 1 ª (primeira) emissão pública de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie com garantia real (“ Debêntures ” e “ 1ª Emissão ”) , realizará o resgate antecipado facultativo da totalidade das Debêntures em circulação, nos termos da Cláusula 6.19 da respectiva escritura de emissão (“ Escritura de Emissão ” e “ Resgate Antecipado Facultativo ”). O Resgate Antecipado Facultativo ocorrerá em 20 de dezembro de 2018 e consistirá no resgate facultativo da totalidade das Debêntures, mediante o pagamento do Val or do Resgate Antecipado Facultativo, conforme definição e cálculo previstos na Cláusula 6.19 da Escritura de Emissão . O Resgate Antecipado Facultativo deverá abranger todas as Debêntures em circulação, utilizando - se os procedimentos adotados pela B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão (“ B3 ”) para as Debêntures custodiadas eletronicamente no Módulo CETIP21. Ainda, a efetivação do Resgate Antecipado Facultativo das Debêntures somente se dará caso seja implementada condição suspensiva, que consiste na distribuição total das debêntures emitidas pela Companhia no âmbito de sua 3ª (terceira) emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie com garantia real (“ 3ª Emissão ”), de forma que o número de debêntures colocadas junto aos investidores na 3ª E missão corresponda ao montante total de R$ 62.000.000,00 (sessenta e dois milhões de reais) (“ Montante Máximo da Oferta ” e “ Condição Suspensiva ”). 2 Os termos com iniciais maiúsculas utilizados neste fato relevante que não estiverem aqui definidos têm o sig nificado que lhes foi atribuído na Escritura de Emissão. São Paulo, 11 de dezembro de 2018 . MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. Carlos Miguel de Oliveira Martins Borges Alves Diretor Administrativo Financeiro e de Relações com Investidores



MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ: 08.795.211/0001 - 70 NIRE: 3530041428 - 4 FATO RELEVANTE Maestro Locadora de Veículos S.A . (“ Companhia ”), e m atendimento ao disposto no artigo 157, §4º, da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada (“ Lei nº 6.404/76 ”) e na Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“ CVM ”) nº 358, de 3 de janeiro de 2002, conforme alterada, vem informar a seu s acionistas e ao mercado que assinou o “ Contrato de Compra e Venda de Quotas ” tendo por objeto a aquisição das quotas representativas d a totalidade do capital social da Minas Real Vendas e Serviços Ltda . , nos termos do referido instrumento (“ Operação ”) . O fechamento da Operação está sujeito ao cumprimento de determinadas condições precedentes , usuais para esse tipo de operação , dentre as quais se inclu i a obtenção, pela Companhia, de financiamento específico para a Operação. A Operação está condicionada, ainda, à ratificação pelos acionistas da Companhia, em assembleia geral extraordinária a ser realizada antes do fechamento da Operação, inclusive par a fins do §1º, do artigo 256 da Lei nº 6.404 /76. Todas as demais informações sobre a operaç ão mencionada nesse Fato Relevante serão oportunamente comunicadas ao mercado nos termos da legislação aplicável. São Paulo/SP, 13 de novembro de 2018. MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. Carlos Miguel de Oliveira Martins Borges Alves Diretor Administrativo Financeiro e de Relações com Investidores



MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ: 08.795.211/0001 - 70 NIRE: 3530041428 - 4 FATO RELEVANTE Maestro Locadora de Veículos S.A . (“ Companhia ”), e m atendimento ao disposto no artigo 157, §4º, da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada e na Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“ CVM ”) nº 358, de 3 de janeiro de 2002, conforme alterada, vem informar a seus acionistas e ao mercado que a Assem bleia Geral e o Conselho d e Administração aprovaram, em 13 de novembro de 2018, a 3 ª ( terceira ) emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie com garantia real, em série única, com o valor nominal unitário de R$10.000,00 (dez mil rea is) na data de emissão , totalizando o montante de R$62 .000.000,00 ( sessenta e dois milhões de reais) (“ Emissão ”) . A E missão será objeto de distribuição pública com esforços restritos de distribuição e seguirá o regim e misto de colocação, sendo R$15 .000.000,00 ( quinze milhões de reais) em regime de garantia firme de colocação e o restante , limitado ao montante de até R$47.000.000,00 (quarenta e sete milhões de reais), em regime de melhores esforços de colocação, pel o Banco Itaú BBA S.A . , sendo , ainda , admitida a distribuição parcial das Debênture s, desde que haja colocação de d ebêntures que perfaçam, no mínimo, R$45.000.000,00 (quarenta e cinco milhões de reais) (“ Montante Mínimo da Oferta ” e “ Distribuição Parcial ”), em conformidade com a Instrução da CVM nº 476, de 16 de janeiro de 2009 . As atas de Assembleia Geral e de Reunião do Conselho de Administração da Companhia que aprovaram a Emissão se encontram arquivada s na sede da Companhia, nos sites da CVM ( www.cvm .gov.br ) e da B3 ( www.b3.com.br ), bem como no site da Companhia ( www.maestrofrotas.com.br/ri/ ). São Paulo/SP, 13 de novembro de 2018. MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. Carlos Miguel de Oliveira Martins Borges Alves Diretor Administrativo Financeiro e de Relações com Investidores



MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. NIRE 35.300.414.284 CNPJ/MF nº 08.795.211/0001-70 AVISO AOS ACIONISTAS EXPOSIÇÃO JUSTIFICADA DE MOTIVOS DA ADMINISTRAÇÃO PARA A NÃO DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDO MÍNIMO OBRIGATÓRIO A administração da Maestro Locadora de Veículos S.A. (“Companhia”) apresentou aos senhores acionistas em 22 de março de 2017, exposição justificada de motivos da administração para a não distribuição de dividendo mínimo obrigatório relativo ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2017. No exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2017, a Companhia teve resultado positivo antes de impostos de R$ 1.050.053,41, Lucro Líquido depois de constituição de reserva de R$ 362.624,59 e Dividendos de R$ 90.656,15 (25%). Neste sentido, ainda que o volume de recursos de dividendos não seja expressivo em face do volume total de recursos e obrigações anuais da companhia, sua não distribuição contribuirá para fazer frente à continuidade do desenvolvimento do plano de negócios da companhia para os próximos exercícios conforme metas traçadas pelo Conselho de Administração da Companhia. Assim, em que pesem os esforços para geração de caixa da Companhia, para não prejudicar a liquidez da Companhia, que será fundamental para o crescimento e lucratividade da Companhia nos próximos períodos, a Administração da Companhia entendeu que pela não distribuição de dividendo obrigatório em relação ao exercício de 2017, no valor acima descrito, com fundamento no § 4º do artigo 202 da Lei 6.404/76, conforme alterada, a sua retenção, com o registro desse valor em reserva especial. Ressalte-se que, nos termos do § 5º do mesmo dispositivo legal, os lucros registrados na reserva especial, se não absorvidos por prejuízos em exercícios subsequentes, deverão ser pagos como dividendo assim que permitir a situação financeira da Companhia. São Paulo, 21 de março de 2018. __________________________________________ Carlos Miguel de Oliveira Martins Borges Alves Diretor Administrativo Financeiro e de Relações com Investidores



MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. NIRE 35.300.414.284 CNPJ/MF nº 08.795.211/0001-70 AVISO AOS ACIONISTAS EXPOSIÇÃO JUSTIFICADA DE MOTIVOS DA ADMINISTRAÇÃO PARA A NÃO DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDO MÍNIMO OBRIGATÓRIO A administração da Maestro Locadora de Veículos S.A. (“Companhia”) apresentou aos senhores acionistas em 23 de março de 2017, a exposição justificada de motivos da administração para a não distribuição de dividendo mínimo obrigatório relativo ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2016. No exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2016, a Companhia teve resultado negativo antes de impostos de R$1.103 mil. No entanto, ela apurou um lucro líquido de R$12.824 mil. Ocorre que esse lucro líquido foi resultante de um evento não recorrente e sem efeito caixa, qual seja a constituição de ativo diferido de imposto de renda, originado pelo prejuízo acumulado em anos anteriores, com efeito positivo no resultado de 2016 de R$13.927 mil. Assim, em que pesem os esforços para geração de caixa da Companhia, para não prejudicar a liquidez da Companhia, que será fundamental para o crescimento e lucratividade da Companhia nos próximos períodos, a Administração da Companhia entendeu que a distribuição de dividendo obrigatório em relação ao exercício de 2016, no valor de R$3.045 mil é incompatível com a situação financeira da Companhia, razão pela qual aprovou, com fundamento no § 4º do artigo 202 da Lei 6.404/76, conforme alterada, a sua retenção, com o registro desse valor em reserva especial. Ressalte-se que, nos termos do § 5º do mesmo dispositivo legal, os lucros registrados na reserva especial, se não absorvidos por prejuízos em exercícios subsequentes, deverão ser pagos como dividendo assim que permitir a situação financeira da Companhia. São Paulo, 23 de março de 2017. __________________________________________ Carlos Miguel de Oliveira Martins Borges Alves Diretor Administrativo Financeiro e de Relações com Investidores