Começar a Investir: o que você precisa saber

Laura Terra - 19/11/2019
Jornalista de Investimentos Financeiros

A cada dia que passa mais e mais pessoas estão buscando meios para começar a investir seu dinheiro melhor. Seja porque perceberam que a poupança não é um investimento, seja pelo fim da esperança na aposentadoria, seja para melhorar de vida mesmo e já é ótimo...

No primeiro semestre do ano, pela primeira vez na história, a Bolsa de Valores brasileira bateu a meta do 1 milhão de investidores e, hoje (setembro) já tivemos um aumento de 300 mil. Um crescimento rápido para quem iniciou o ano com apenas 800 mil investidores. 

Para mim, isso é um excelente indício para o país. Indício de que está havendo um aumento significativo de educação financeira, que resulta em duas coisas positivas: economia girando melhor e a democratização dos investimentos financeiros. 

Começar a investir é o primeiro grande passo que você pode dar em direção a uma vida financeira mais estável. E isso… não há preço que pague. Mas antes de começar a colocar a mão na massa, é fundamental que você saiba de algumas coisas.

8 coisas que você precisa saber ANTES de começar a investir 

Investimentos são necessários para progredir financeiramente de modo que não dependa de apenas uma fonte de renda comum, que é o seu trabalho. São essenciais para quem deseja se preparar para o futuro, criar patrimônio ou mesmo uma reserva de emergência.

A verdade é que todo mundo deveria começar a investir, mas ainda é pequeno o número de investidores no Brasil. Por isso, por estar aqui buscando informação você já merece os parabéns. Você já faz parte de uma pequena porcentagem da população. 

Para que você comece com o pé direito, reuni aqui alguns pontos importantes que você precisa saber antes de mais nada. Se você já for mais experiente e quiser deixar uma dica no final do texto também, sinta-se à vontade. 

O intuito é servir de orientação para aqueles que estão começando. 

1 Pague suas dívidas

O primeiro passo para você começar a pensar em fazer investimentos, é se livrar de todas as suas dívidas com juros altos. Jamais invista enquanto está endividado, pois o rendimento de um investimento jamais vai superar os juros de uma dívida.

O número de famílias brasileiras endividadas aumentou de 59,8% em dezembro de 2018 para 60,1% em janeiro deste ano segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada em fevereiro. 

É muito importante que você saiba que investir é importante, mas pagar as suas dívidas é ainda mais. 

2 Entenda que não é feio buscar ganhar dinheiro!

Vivemos em um mundo onde parece que o certo é odiar os ricos, pois os ricos são ruins e pessoas que tem muito dinheiro são sempre mesquinhas. 

Se você pensa assim, vá me desculpar, mas preciso discordar.

O dinheiro nada mais pode fazer do que um potencializar uma personalidade. Se uma pessoa rica é ruim, não é por causa do dinheiro. Ela sempre foi assim e o dinheiro aguçou ainda mais este lado. 

Se a pessoa for boa, o dinheiro também poderá aguçar este lado. Não precisamos de muito esforço para lembrar os milionários que doam fortunas para ONGs e entidades carentes ao redor do mundo (Bill Gates e Warren Buffett são ótimos exemplos).

Se você, leitor, fosse milionário hoje, não poderia ajudar ainda mais os necessitados? Sejam desconhecidos, seja a própria família. Use o dinheiro para o bem e não tenha vergonha de desejá-lo. 

3 Estabeleça os seus objetivos com os investimentos

Cada tipo de investimento possui um certo prazo para começar a dar resultados. Para diminuir os riscos da aplicação, muitas vezes é preciso que você respeite esses prazos.

Por este motivo, estabelecer objetivos claros para cada investimento é uma tarefa simples que poderá ajudar na sua caminhada como investidor. Para decidir as suas metas principais, pergunte-se: por quanto tempo você pretende deixar o dinheiro investido?

Objetivos de curto ou médio prazo, como uma reserva de emergência, uma viagem ou adquirir algum bem? Ou objetivo de longo prazo, como aposentadoria, construção de patrimônio, empreender… 

4 Aprenda o básico sobre os principais investimentos

Tendo seus objetivos traçados, você precisará conhecer os principais produtos do mercado. Só assim conseguirá identificar quais os investimentos mais adequados para o seu perfil naquele momento. 

Pesquise sobre os títulos públicos do Tesouro Direto, sobre o Mercado de Ações, Fundos Imobiliários, ETFs, entre outros. A carteira de um investidor é composta não somente por um, como por mais de um tipo de investimento – cada um com um objetivo diferente. 

5 Entenda a relação Segurança x Rentabilidade

Antes de começar a investir, você precisa entender que segurança e rentabilidade vão por caminhos praticamente opostos.

Se você sonha alto, então precisará investir em coisas mais arriscadas como a Renda Variável, pois possivelmente terá mais potencial de retorno. Mas se você só deseja segurança, aumentar o capital devagarinho ou fazer uma reserva de emergência, então pode se manter apenas em investimentos mais seguros da Renda Fixa. 

No entanto, ressalto a importância de ter ambos na sua carteira: rentabilidade e segurança. Mas como distribuir isso, só depende de você: como você se sente mais à vontade em relação ao seu patrimônio (dinheiro investido)?

  • 60% na renda fixa e 40% trabalhando por você na renda variável?
  • 20% na renda fixa e 80% na renda variável?
  • 50% 50%?

Essa distribuição é que irá definir o seu perfil de investidor, se é mais agressivo, moderado ou conservador (do maior risco para o menor, respectivamente).

6 Os dois são importantes

O ideal é que você tenha ambos na sua carteira: segurança e rentabilidade. 

Entenda que se você deseja parar de trabalhar um dia, precisa investir em algo mais rentável. Só a Renda Fixa não vai fazer você se tornar livre financeiramente, ou então até vai, mas você não vai mais ter tempo hábil para aproveitar esse momento. 

Agora, se deseja apenas ter uma reserva de emergência, tudo bem investir apenas em algo mais seguro! Mas precisa ter em mente que ambos são igualmente importantes. 

7 Encontre lacunas no seu orçamento para economizar

Tudo bem se você já tiver um dinheiro separado para investir, mas para que você mude realmente sua vida financeira com os investimentos, é preciso que isso se torne um hábito na sua vida. 

É nesse momento que muita gente se questiona sobre “deixar de viver o hoje para guardar dinheiro para o amanhã”. Quanto a isso, fique tranquilo. Se fosse para deixar de viver eu também diria para que você não economizasse em nada! 

Se a cervejinha do final de semana for importante para você, então não é nela que você tem que economizar. Para identificar onde você pode fazer isso, a melhor dica é anotar todos os seus gastos para identificar supérfluos – são eles que comem seu orçamento sem você perceber. 

Você não é obrigado a investir mensalmente, mas seria o ideal a se fazer. Se um mês você conseguir e no outro não, não tem problema nenhum. O importante é ter persistência e procurar ter recorrência nos investimentos. 

8 Abra sua conta na Corretora de Valores 

Agora que você já tem seus objetivos bem traçados, sabe o básico sobre investimentos, entende a relação segurança e rentabilidade e já está economizando dinheiro, é hora de tomar a primeira atitude como investidor: abrir sua conta na corretora de valores.

Fazer isso é extremamente simples: você só precisa do seu CPF e um acesso a internet! Você não precisa se deslocar até a corretora em momento algum, pode fazer tudo do conforto da sua casa. 

Para decidir pela melhor, pense na economia sem abrir mão da qualidade. Preste atenção às taxas que a instituição cobra, não tem porque gastar XX se você pode gastar X por um serviço similar. Se precisar, consulte a lista de corretoras no site do Tesouro Direto

Está pronto para começar a investir? 

Agora que você já tem as primeiras noções básicas do que precisa fazer para começar a investir, é hora de começar a se aprofundar em cada tipo de investimento. Cada um deles possui suas práticas para aplicação, redução de riscos e maximização de resultados. 

Quanto mais você procurar ter conhecimento sobre o que está fazendo, mais resultados positivos terá. É assim em qualquer área da vida e não seria diferente com os investimentos. 

Espero que você tenha gostado da leitura! Qualquer dúvida, é só deixar nos comentários. 

Leia também: O que é o Mercado de Ações e Como Funciona